top of page

"Brabas Dominam e Vencem com Autoridade: Corinthians 4 x 1 Taubaté na Estreia do Paulistão Feminino 2024"

Campeonato Paulista Feminino 2024 – 1ª Rodada

Estádio Alfredo Schuring (Fazendinha)

Corinthians 4 x 1 Taubaté


Resumo Crítico do Jogo

As Brabas do Corinthians estrearam no Campeonato Paulista Feminino com uma vitória convincente de 4 a 1 contra o Taubaté. A partida revelou tanto o talento individual das jogadoras quanto a necessidade de ajustes táticos. Vamos analisar cada aspecto do jogo, as atuações individuais e o desempenho do técnico Lucas Picinatto.


Avaliações Individuais


80 Mari Camilo: Realizou boas defesas quando necessário, e não mostrou dificuldades ao jogar com os pés.

6 Isabela: Participou ativamente no apoio ao ataque e na defesa, mas cometeu vários erros de passe.

99 Erika: Sobrecarregada pela necessidade de cobrir a Isabela, demonstrou esforço e consistência defensiva.

16 Dani Arias: Jogou com segurança, desarmando bem e apoiando Erika na defesa.

71 Yasmim: Atuou ofensivamente pela ponta esquerda e também ajudou na defesa.

2 Leticia Santos: Fez bons cruzamentos e marcou um belo gol, demonstrando vigor ofensivo enquanto teve condições físicas.

13 Carol Tavares: Fez um excelente trabalho no meio-campo, auxiliando tanto na marcação quanto no ataque.

28 Ju Ferreira: Marcou intensamente e levou perigo ao gol com várias finalizações.

23 Gi Fernandes: Destaque com sua habilidade individual, marcou um gol e criou várias oportunidades.

11 Eudimilla: A melhor em campo, mostrou habilidade e inteligência, criando jogadas perigosas e marcando um gol.

22 Fernanda: Embora guerreira, errou mais do que acertou, mostrando precipitação nas finalizações.

30 Jaqueline (entrou aos 15 minutos): Entrou um pouco abaixo do ritmo usual, mas demonstrou persistência e foi recompensada com um gol nos minutos finais.

17 Vic Albuquerque (entrou aos 26 minutos): Trouxe dinamismo ao meio-campo, distribuindo bem a bola e arriscando chutes a gol.

8 Yaya (entrou aos 26 minutos): Melhorou a marcação no meio-campo, ajudando a reduzir as chances do Taubaté que vinham principalmente de erros defensivos e lançamentos longos.

27 Duda Sampaio (entrou aos 36 minutos): Teve um impacto imediato, aparecendo para finalizar e distribuindo passes preciosos, incluindo a assistência para o gol de Jaqueline.

21 Paulinha (entrou aos 36 minutos): Focou mais na defesa e, por isso, não teve tantas oportunidades de mostrar seu potencial ofensivo.

Técnico Lucas Picinatto: A escolha inicial de Picinatto deixou a desejar, com poucas jogadoras de criação e uma defesa vulnerável aos contra-ataques adversários. As substituições no segundo tempo trouxeram alguma melhora, mas a necessidade de ajustes táticos é evidente.


Resumo do 1º Tempo

Os primeiros 45 minutos mostraram a superioridade técnica do Corinthians, embora a criatividade tenha sido limitada. As Brabas abriram o placar aos 19 minutos com Gi Fernandes, após uma bela jogada de Eudimilla. O domínio do Corinthians foi claro, mas as chances foram majoritariamente fruto de jogadas individuais e cruzamentos, sem grandes triangulações ou ultrapassagens.

As Brabas demonstraram superioridade, mas faltou criatividade. O gol de Gi Fernandes aos 19 minutos coroou uma primeira metade de jogo onde o Corinthians criou chances principalmente através de jogadas individuais e cruzamentos.


Resumo do 2º Tempo

O segundo tempo começou com um susto, com Taubaté empatando logo aos 0 minutos após um erro de passe. Leticia Santos respondeu rapidamente com um belo gol, retomando a liderança. O jogo foi marcado por erros defensivos e bons momentos ofensivos, com Eudimilla e Jaqueline aumentando a vantagem.

Após um erro inicial que resultou no gol do Taubaté, o Corinthians rapidamente retomou a liderança. As substituições feitas pelo técnico Lucas Picinatto trouxeram mais estabilidade e qualidade ao jogo, resultando em mais gols e um controle maior da partida.


Conclusão

A vitória do Corinthians por 4 a 1 demonstrou a superioridade técnica das Brabas, mas também expôs áreas que necessitam de melhorias. A defesa, especialmente, precisa de mais coesão e menos erros de passe. Ofensivamente, a equipe mostrou grande potencial, principalmente através das jogadas individuais de Eudimilla e Gi Fernandes. O técnico Lucas Picinatto deve ajustar a estratégia para equilibrar melhor a criação e a defesa, garantindo performances mais consistentes nas próximas partidas.

Comments


bottom of page