top of page

O Senhor dos Aneis - A Sociedade do anel

Capítulo 5: A Sociedade do Anel


A Partida de Valfenda


Após a formação da Sociedade do Anel, os membros se prepararam para partir de Valfenda. Eles sabiam que a jornada seria longa e cheia de perigos, mas estavam unidos pelo objetivo de destruir o Anel e salvar a Terra Média.


A Sociedade era composta por:


Vic Albuquerque

Duda Sampaio

Gabi Portilho

Jaqueline

Sócrates

Yuri Alberto

Zé Maria

Davis

Romero


A Travessia das Montanhas

O grupo partiu de Valfenda, atravessando florestas e colinas em direção às Montanhas da Névoa. O caminho era difícil e os perigos, constantes. Sócrates liderava a Sociedade, guiando-os com sua sabedoria e poder.


Enquanto subiam as montanhas, encontraram ventos gelados e neve profunda. Zé Maria, com sua visão aguçada e passos leves, liderava o caminho, ajudando a encontrar as passagens mais seguras. Davis usava sua força e experiência em terrenos difíceis para abrir caminho pelo gelo.


A Passagem de Caradhras

Tentando atravessar o passo de Caradhras, a Sociedade foi surpreendida por uma tempestade violenta. Sócrates tentou usar sua magia para acalmar o tempo, mas a força da tempestade era avassaladora. Yuri Alberto e Romero ajudaram a proteger o grupo dos ventos e da neve, mas ficou claro que precisavam encontrar outra rota.


A Mina de Moria

Decidiu-se então descer pela encosta e seguir por um caminho subterrâneo: a antiga Mina de Moria, uma cidade anã abandonada e cheia de mistérios e perigos. Davis estava ansioso para explorar as antigas salas de seus ancestrais, enquanto os outros estavam apreensivos.


Na entrada de Moria, encontraram uma porta mágica, que Sócrates conseguiu abrir com uma palavra de comando. Porém, ao entrar, foram atacados por um Watcher no lago, uma criatura monstruosa que tentou capturá-los. Eles escaparam por pouco e entraram na escuridão da mina.


A Escuridão de Moria

Dentro de Moria, a Sociedade enfrentou desafios terríveis. Eles passaram por túneis escuros e vastas salas abandonadas, sempre atentos aos ecos e sons distantes. Encontraram os túmulos dos anões caídos, e Davis ficou profundamente abalado ao ver os restos de seu povo.


Enquanto exploravam, foram atacados por Orcs e um Troll das cavernas. Sócrates, Yuri Alberto, Zé Maria, e Romero lutaram bravamente, protegendo Vic e os outros hobbits. Com muito esforço, conseguiram derrotar os inimigos e seguir em frente.


O Balrog de Moria

Na sala da ponte de Khazad-dûm, enfrentaram o maior perigo de todos: um Balrog, um demônio de fogo e sombra. Sócrates enfrentou a criatura na ponte estreita, lutando com todas as suas forças para proteger seus amigos. Com um poderoso golpe de seu cajado, Sócrates quebrou a ponte, fazendo o Balrog cair no abismo, mas ele próprio foi arrastado para baixo.


“Vocês precisam continuar! Salvem a Terra Média!” foram suas últimas palavras enquanto caía na escuridão.


Capítulo 6: Lothlórien


A Fuga de Moria

A Sociedade do Anel, agora sem Sócrates, emergiu da escuridão de Moria para a luz do dia. O grupo estava exausto e abalado pela perda de seu líder. Vic Albuquerque sentia o peso da responsabilidade mais do que nunca, mas Yuri Alberto assumiu a liderança, encorajando a todos a continuar.


“Precisamos seguir em frente,” disse Yuri Alberto, com firmeza. “Nossa próxima parada é Lothlórien. Lá encontraremos descanso e orientação.”


Chegada a Lothlórien

Atravessando a floresta de Lothlórien, a Sociedade foi cercada por Elfos de patrulha. Zé Maria falou com eles em sua língua, explicando quem eram e o que procuravam. Os Elfos os guiaram até Caras Galadhon, onde encontraram os líderes de Lothlórien: Lady Clarissa e Lord Dinei.


Clarissa, uma elfa de beleza e sabedoria inigualáveis, acolheu a Sociedade com compaixão. “Vocês são bem-vindos em nossa terra,” disse ela. “Aqui, encontrarão descanso e renovação.”


Clarissa e o Espelho

Enquanto descansavam em Lothlórien, Clarissa chamou Vic para uma conversa privada. Ela levou Vic até um pequeno jardim onde havia um espelho de água. “Este é o Espelho de Clarissa,” explicou ela. “Ele pode mostrar muitas coisas: coisas que foram, coisas que são e algumas coisas que ainda não aconteceram.”


Vic olhou no espelho e viu visões perturbadoras: a destruição da Terra Média, a ascensão de Sauron e a corrupção que o Anel poderia trazer. Clarissa falou com suavidade, mas com grande seriedade. “Você tem uma grande responsabilidade, Vic Albuquerque. O destino da Terra Média está em suas mãos. Não tema o caminho à frente, pois você não está sozinha.”


A Partida de Lothlórien

Após um período de descanso e reflexão, a Sociedade estava pronta para partir. Clarissa presenteou cada membro com presentes especiais. Para Vic, ela deu uma pequena ampulheta contendo a Luz de Eärendil, uma luz para guiá-los na escuridão.


Com corações renovados, a Sociedade deixou Lothlórien, navegando pelo Grande Rio Anduin. A jornada adiante ainda era longa e cheia de perigos, mas eles estavam determinados a cumprir sua missão.


Capítulo 7: O Rio Anduin e Parth Galen


A Jornada pelo Anduin

Navegando pelo Rio Anduin, a Sociedade se deparou com a tranquilidade e a beleza do ambiente. No entanto, a sombra de Sauron sempre pairava sobre eles. Yuri Alberto guiava os barcos, mantendo-os longe das margens perigosas.


Romero lutava com seus próprios demônios, a tentação do Anel crescendo a cada dia. Ele sabia que o poder do Anel poderia ajudar seu povo em Gondor, mas também sabia dos perigos de sua corrupção.


A Divisão da Sociedade

Chegando a Parth Galen, o grupo fez uma pausa para decidir seu próximo passo. Eles sabiam que o Anel deveria ser levado à Montanha da Perdição, mas havia desacordo sobre o melhor caminho a seguir. Romero, consumido pela tentação, tentou tomar o Anel de Vic.


“Dê-me o Anel, Vic. Com ele, podemos derrotar Sauron e salvar Gondor!” disse Romero, sua voz desesperada.


“Não!” respondeu Vic, recuando. “O Anel só traz destruição. Não posso entregá-lo.”


Romero, em um momento de fraqueza, tentou pegar o Anel à força, mas Vic conseguiu escapar. Percebendo seu erro, Romero se arrependeu profundamente e jurou proteger Vic até o fim.


O Ataque dos Uruk-hai

De repente, a Sociedade foi atacada por uma tropa de Uruk-hai, enviados por Saruman para capturar o Anel. Uma batalha feroz se seguiu. Zé Maria, Davis, Yuri Alberto e Romero lutaram bravamente, mas os números eram esmagadores.


Vic percebeu que a Sociedade precisava se dividir para aumentar suas chances. Ele e Duda Sampaio decidiram seguir sozinhos para Mordor. “Nós temos que continuar,” disse Vic a Duda. “É nossa única chance.”


No meio da batalha, Romero se viu cercado pelos Uruk-hai. Determinado a redimir seu erro e proteger seus amigos, ele lutou com uma coragem e ferocidade impressionantes. Com sua espada, derrubou muitos inimigos, mas foi mortalmente ferido por múltiplas flechas.


Caído, Romero usou suas últimas forças para chamar Vic. “Vic, perdoe-me,” disse ele com voz fraca. “Eu falhei, mas lutei para proteger você... e o Anel. Vá... destrua-o. Salve nosso mundo.”


Vic, com lágrimas nos olhos, segurou a mão de Romero e prometeu continuar a missão. Romero, com um último suspiro, encontrou paz em saber que sua redenção havia sido conquistada através de seu sacrifício.


Enquanto isso, Gabi Portilho e Jaqueline foram capturadas pelos Uruk-hai, mas não sem lutar bravemente. Yuri Alberto, Zé Maria e Davis tentaram resgatá-las, mas foram sobrepujados.


A Missão Continua

Com a Sociedade dividida, o destino da Terra Média estava mais incerto do que nunca. Vic e Duda partiram para Mordor, enquanto Yuri Alberto, Zé Maria e Davis prometeram resgatar Pippin e Merry e continuar a luta contra Sauron.

Posts recentes

Ver tudo

O Senhor dos Aneis - A Sociedade do anel - Parte 2

Capítulo 3: A Trilha do Anel Partida de Bolsão Vic Albuquerque e Sócrates, o Cinzento, estavam prontos para partir. Junto a eles estavam três hobbits leais e corajosas, seus amigos inseparáveis: Duda

ความคิดเห็น


bottom of page