top of page

O Senhor dos Aneis - A Sociedade do anel - Parte 2

Capítulo 3: A Trilha do Anel


Partida de Bolsão

Vic Albuquerque e Sócrates, o Cinzento, estavam prontos para partir. Junto a eles estavam três hobbits leais e corajosas, seus amigos inseparáveis:


Duda Sampaio - a jardineira leal, sempre ao lado de Vic.

Gabi Portilho - a aventureira e espirituosa hobbit, sempre pronta para um desafio.

Jaqueline - a esperta e engenhosa hobbit, com uma mente rápida e corajosa.

Elas sabiam que a jornada seria longa e cheia de perigos, mas estavam determinadas a proteger o Anel e manter a Terra Média segura.


A Viagem Através do Condado

O grupo deixou Bolsão ao amanhecer, caminhando rapidamente pelas trilhas escondidas do Condado. Sócrates liderava o caminho, seu cajado brilhando levemente na luz da manhã. Eles evitaram estradas principais e vilarejos, mantendo-se fora de vista.


Enquanto caminhavam, Sócrates explicou mais sobre os perigos que enfrentariam. “Os Espectros do Anel, servos de Sauron, já estão à nossa procura. Eles podem sentir o Anel e farão de tudo para recuperá-lo. Devemos ser rápidos e furtivos.”


Encontros Perigosos

Durante a travessia de uma floresta densa, Vic e seus amigos ouviram ruídos estranhos. Sócrates imediatamente reconheceu o perigo e os fez esconderem-se nas sombras. Eles viram, com horror, os Espectros do Anel passando perto, seus rostos encobertos por capuzes negros e uma sensação de medo frio no ar.


“Eles estão perto demais,” murmurou Sócrates. “Precisamos nos mover mais rápido.”


Refúgio em Bri

Depois de vários dias de viagem, o grupo finalmente chegou à pequena vila de Bri. Eles procuraram refúgio na Estalagem do Pônei Saltitante, onde esperavam encontrar apoio e informações. O estalajadeiro, um homem robusto chamado Barlimã Butterbur, recebeu-os com curiosidade e um toque de desconfiança.


Vic notou uma figura misteriosa no canto da estalagem, observando-os atentamente. Sócrates se aproximou da figura e sussurrou algo em seu ouvido. A figura acenou e se levantou, revelando-se um homem alto e encapuzado.


“Este é Yuri Alberto, também conhecido como Passolargo,” explicou Sócrates. “Ele é um ranger e um aliado de confiança. Ele nos ajudará em nossa jornada.”


A Jornada Continua

Com a ajuda de Yuri Alberto, o grupo planejou sua próxima etapa. Eles precisavam chegar a Valfenda, o refúgio dos Elfos, onde poderiam encontrar conselhos e aliados na luta contra Sauron. A jornada seria perigosa, mas com a liderança de Sócrates e a proteção de Yuri Alberto, eles tinham uma chance de sucesso.


Vic Albuquerque, com Duda Sampaio, Gabi Portilho e Jaqueline ao seu lado, sentia-se mais determinada do que nunca. A missão que Gabi Zanotti lhe confiou era crucial, e ela estava pronta para enfrentar qualquer desafio para manter o Anel seguro e proteger a Terra Média.


Capítulo 4: Na Trilha de Valfenda


A Jornada de Bri a Valfenda

Com a proteção de Yuri Alberto, o grupo deixou Bri com renovada determinação. Yuri Alberto, conhecido como Passolargo, era um ranger experiente, familiarizado com os perigos da Terra Média. Ele liderava o grupo por caminhos ocultos e seguros, sempre atento a qualquer sinal de perigo.


Perseguidos pelos Espectros do Anel

Enquanto avançavam pela Floresta das Trevas, Vic Albuquerque sentia o peso do Anel aumentar. As noites estavam ficando mais sombrias e frias, e os Espectros do Anel estavam sempre por perto, perseguindo-os incansavelmente.


Durante uma noite particularmente assustadora, o grupo foi atacado pelos Espectros do Anel. Eles apareceram silenciosamente, envoltos em suas capas negras, e avançaram sobre Vic e suas amigas com uma fúria aterrorizante.


Yuri Alberto ergueu sua espada e enfrentou os Espectros, lutando com habilidade e coragem. Sócrates usou sua magia para afastar os inimigos, enquanto Duda Sampaio, Gabi Portilho e Jaqueline ajudavam Vic a escapar.


A Travessia do Vau de Bruinen

Após a batalha, o grupo correu em direção ao Vau de Bruinen, onde a proteção dos Elfos de Valfenda poderia ajudá-los. Os Espectros do Anel os seguiam de perto, e a tensão era palpável.


Ao chegarem ao Vau, Sócrates instruiu Vic a atravessar rapidamente. Quando os Espectros tentaram segui-los, Sócrates invocou os poderes do rio, e uma poderosa enxurrada de água, controlada pela magia dos Elfos, varreu os Espectros do Anel para longe.


Bem-vindos a Valfenda

Exaustos, mas aliviados, o grupo finalmente chegou a Valfenda. Eles foram recebidos calorosamente pelos Elfos, que os levaram ao Senhor Rivelino, o sábio e poderoso líder de Valfenda.


Vic foi levada para descansar e se recuperar, enquanto Sócrates e Yuri Alberto discutiam a situação com Elrond. Eles sabiam que o Anel precisava ser destruído, e a única maneira de fazer isso era jogá-lo na Montanha da Perdição, onde foi forjado.


O Conselho de Rivelino

No dia seguinte, um grande conselho foi convocado em Valfenda. Representantes de todos os povos livres da Terra Média estavam presentes: Elfos, Anões e Homens. Entre os presentes estavam:


Zé Maria

Davis

Romero


Sócrates explicou a todos a verdadeira natureza do Anel e a necessidade de destruí-lo. Após muita discussão, decidiu-se formar uma Sociedade do Anel, um grupo dedicado a levar o Anel até a Montanha da Perdição e destruí-lo.


A Sociedade do Anel

A Sociedade do Anel foi formada com os seguintes membros:


Vic Albuquerque

Duda Sampaio

Gabi Portilho

Jaqueline

Sócrates

Yuri Alberto

Zé Maria

Davis

Romero


Com a Sociedade formada, a próxima etapa da jornada estava pronta para começar. Vic e seus amigos sabiam que o caminho seria difícil e cheio de perigos, mas com a força e a coragem de seus companheiros, eles estavam determinados a cumprir sua missão.

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page